top of page

O poder de contar boas histórias



A captação de recursos é um desafio constante para as organizações que dependem de doações e parcerias para fazer a roda girar e fazer acontecer suas iniciativas e causas. Nesse contexto, o storytelling, ou a arte de contar histórias, emerge como uma ferramenta poderosa para envolver e inspirar potenciais doadores e parceiros.


Você sabia que foi a partir de uma boa contação de história em uma mesa de prospecção que eu descobri a minha vocação para captadora de recursos? Isso mesmo!


Em uma visita de financiadores em uma comunidade quilombola no interior de Pernambuco, uma das mulheres do projeto começou a relatar o impacto do projeto na vida dela. Era sobre a construção de cisternas e ela começou a contar como era antes, ela percorria 4 horas (2 pra ir e 2 pra voltar) para buscar água em um caminho com sol na cabeça e muito peso. Com a cisterna na sua casa e o sistema de abastecimento na comunidade, ela começou a ter tempo para se dedicar mais à produção, a ficar mais tempo com o filho e a fundar um grupo comunitário junto com outras mulheres.

Quando ela contou essa história eu vi os olhos do financiador brilhar. Eu já sabia da importância das histórias de mudança, mas foi aí que percebi o poder inspirador que elas têm.


Ao construir narrativas impactantes e autênticas, é possível estabelecer conexões emocionais e transmitir a importância e o impacto do trabalho que você realiza. Além disso, é uma forma de você prender a atenção do seu financiador em uma mesa de prospecção, por exemplo. Certamente, você terá mais chances de fazê-lo lembrar da sua apresentação se isso acontecer.


A importância do Storytelling


O storytelling tem sido uma forma de comunicação poderosa desde os primórdios da humanidade. As histórias têm o poder de tocar o coração, criar empatia e despertar a ação, o que conhecemos hoje como Call To Action (CTA). Ao incorporar o storytelling em uma mesa de prospecção, as organizações podem transmitir sua missão, visão e valores de maneira envolvente e mais humanizada.


Construindo uma narrativa eficaz


  • Identifique sua mensagem central: Antes de começar a contar sua história, é essencial ter evidente qual é a mensagem que deseja transmitir. Pense na causa que sua organização representa e como isso pode ressoar com seu público-alvo.

  • Conheça sua audiência: Entenda quem são seus potenciais doadores e parceiros em potencial. Pesquise sobre seus interesses, preocupações e valores. Isso permitirá que você adapte sua narrativa de forma mais atraente e relevante.

  • Personifique sua história: Ao contar histórias, é fundamental colocar um rosto humano. Compartilhe casos de sucesso, depoimentos de pessoas que já foram impactadas, histórias de transformação pessoal. Isso cria um vínculo emocional e ajuda a ilustrar o impacto tangível do seu trabalho, essa é a melhor maneira de dar vida às nossas ações.

  • Autenticidade e transparência: A sinceridade é essencial para contar histórias de impacto. Mostre as dificuldades, os desafios e os aprendizados ao longo do caminho. Isso demonstra que sua organização é genuína e comprometida com a causa, além de trazer a realidade das dificuldades que enfrentamos ao longo do caminho.

  • Utilize dados impactantes: Complemente sua narrativa com dados e estatísticas relevantes para respaldar o impacto do seu trabalho. Isso fortalece sua credibilidade e ajuda a mostrar resultados tangíveis alcançados pelo terceiro setor. Ex. total de pessoas impactadas, anos de experiência, demais parceiros que já encararam o desafio junto com vocês. Se se tratar de uma formação, mostre o total de alunos x o número daqueles que concluíram a ementa. Esses são só alguns exemplos ;)

  • Crie um apelo à ação: Ao finalizar sua história, certifique-se de fazer uma chamada para ação. Seja ela solicitar uma doação, convidar para uma parceria ou compartilhar sua história com outras pessoas. Facilite o próximo passo para o público interessado em apoiar sua causa.

  • Utilize diferentes canais de comunicação: Além da mesa de prospecção, explore diferentes canais de comunicação. Utilize mídias sociais, vídeos, o blog no seu site e eventos para ampliar o alcance e o impacto das suas histórias.


São muitos os resultados e benefícios do Storytelling, eu mesma tenho presenciado isso diariamente no meu trabalho e junto às organizações que acompanho. O que eu vejo, a partir da minha trajetória:


  1. Engajamento emocional: O storytelling permite que os potenciais doadores e parceiros se conectem emocionalmente com a causa, tornando-os mais propensos a se envolverem e apoiarem financeiramente o terceiro setor.

  2. Conteúdo marcante: As histórias são mais memoráveis do que dados e estatísticas isoladas. Uma narrativa bem construída é mais provável de ser lembrada e compartilhada.

  3. Diferenciação: Em um cenário de captação de recursos competitivo, o storytelling eficaz ajuda sua organização a se destacar, criando um vínculo mais forte com a sua audiência.

  4. Fortalecimento da reputação: Uma narrativa bem elaborada ajuda a construir a reputação e a credibilidade da organização do terceiro setor, aumentando a confiança dos doadores e parceiros.

  5. O poder de contar histórias em uma mesa de prospecção é gigante. Ao utilizar narrativas autênticas e envolventes, as organizações podem despertar emoções, criar conexões significativas e gerar resultados muito positivos.


O storytelling é uma ferramenta valiosa para construir uma narrativa eficaz


Que tal exercitar e sistematizar as histórias de mudança que a sua organização promove e trazer essas pessoas para serem os grandes protagonistas de suas histórias de mudança?


Vamos de mãos dadas!


Daiane Dultra


36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


Subir topo.png
bottom of page